C# – Variáveis e Constantes

(7 minutos de leitura)


Como vimos em artigos anteriores, a programação é um campo que a cada dia que passa tem ganhado mais destaque pelo crescimento da demanda presente no mercado de trabalho.

Para atuar nesse mercado, é essencial ter conhecimento das linguagens de programação, um conjunto de regras pelas quais um computador pode ser instruído a executar uma tarefa.

São muitas as linguagens de programação disponíveis para uso hoje, e todas elas são desenvolvidas com propósitos diferentes em mente. Para facilitar o seu entendimento, no artigo de hoje, falaremos sobre as variáveis e constantes no C#. 

Continue acompanhando o conteúdo e saiba mais sobre o tema!


O QUE É C#?

O C#, ou C-Sharp, é uma linguagem de programação desenvolvida pela Microsoft como parte da plataforma .NET. Seu objetivo é facilitar o processo de desenvolvimento.

A linguagem foi desenvolvida para suportar orientação a objetos e conceitos como encapsulamento, herança e polimorfismo. Além disso, é fortemente tipada e case-sensitive. Ou seja, capaz de diferenciar entre letras minúsculas e maiúsculas.

Sua tipagem é estática e forte, o que significa que suas variáveis não podem ter seu tipo alterado ao longo da execução do programa.


CARACTERÍSTICAS DE TIPAGEM

A linguagem é de tipagem estática, ou seja, é composta por um sistema de tipos bem definido e que é validado ao longo do tempo de compilação do código. Para isso, é preciso definir tipos explícitos para as variáveis que são criadas.

Linguagens de tipo estático tendem a ter algumas vantagens, como um nível mais alto de compreensão de como o código funciona e a capacidade de identificar erros de digitação com mais facilidade. Além disso, os processos de refatoração geralmente são menos propensos a erros com tipos estáticos.

Se for necessário que um parâmetro de uma função mude de tipo, o código não será compilado até que todos os locais que usam essa função comecem a especificar o novo tipo.

No entanto, também existem algumas desvantagens: linguagens de tipo estático tendem a ser mais detalhadas, pois você sempre precisa declarar os tipos de variáveis.

Além disso, podem dar uma falsa sensação de segurança, principalmente em casos de versões mais recentes de linguagens, que costumam trabalhar com inferência de tipagem.


DADOS PADRÕES C#

Como cada tipo de informação possui sua variável específica, é fundamental conhecer os tipos de dados que uma determinada linguagem oferece. A seguir listamos os diferentes tipos de dados C#, os valores que ele aceita e quanto espaço uma variável desse tipo ocupa na memória.


TIPOS NUMÉRICOS INTEIROS

Os tipos numéricos inteiros armazenam números sem parte fracionária. Cada tipo aceita uma faixa de valores e, quanto maior essa faixa, maior o número ocupado em memória.

Além disso, os tipos cujo nome comenta com a letra “u”, de unsigned, sem sinal em tradução livre, não aceitam valores negativos. Suportam, portanto, uma faixa maior de valores positivos.

A maioria dos programadores usa o tipo int para trabalhar com valores inteiros. No entanto, é possível optar pelo tipo que melhor se adapta a suas necessidades e ocupa menos memória.


TIPOS NUMÉRICOS DE PONTOS FLUTUANTE

Esse tipo é representado pelos números reais, ou seja, aqueles que podem ter uma parte fracionária.


TIPO BOOLEANO

São usados para armazenar valores que podem ser representados como “verdadeiro” ou “falso”, sem valores intermediários.


TIPOS TEXTUAIS

Os textos podem ser armazenados pelos tipos char e string. O tipo char é utilizado apenas para um caractere, enquanto o string é uma coleção de caracteres.


NOMEAÇÃO DE VARIÁVEIS

Para seguir uma padronização mínima do código-fonte, o C# determina alguns padrões para a definição de nomes para as variáveis. Sendo os principais padrões:

- Todas as variáveis têm seu nome definido com a primeira letra minúscula. Exceto em caso de variáveis com nome composto, nesse cenário, a primeira letra deve ser minúscula, quanto as demais devem ser maiúsculas;

- Não devem ser utilizado espaços no meio dos nomes das variáveis;

- Não devem ser utilizados caracteres especiais para nomear as variáveis. Exceto o underline, em situações especiais como na definição de estruturas privadas;

- As variáveis devem ter nomes declarativos e autoexplicativos;

- As variáveis são case-sensitive.


DECLARANDO CONSTANTES

Constantes são como variáveis, mas não podem ter seu valor alterado. Ou seja, o valor não poderá ser modificado ao longo da execução da aplicação.

A declaração de uma constante no C# é feita por meio da palavra reservada “const”.


INFERÊNCIA DE TIPOS

A inferência de tipo é uma técnica usada por compiladores para definir automaticamente os tipos de variáveis com base no contexto. O que significa que o compilador atribuirá automaticamente o tipo da variável no momento de sua declaração do tipo de dados que está sendo atribuído a ela.

Esse processo permite que a escrita de um código menos detalhado, pois não há mais a necessidade de explicitamente informar qual será o tipo da variável no momento de sua declaração. Essa inferência é feita por meio do uso da palavra reservada “var”.

É importante ressaltar que a inferência de tipos não interfere no status de linguagem estaticamente tipada do C#, já que o tipo foi definido mesmo que de forma automática. Além disso, é preciso notar que a inferência de tipos só é possível de ser realizada caso a variável seja declarada e tenha seu valor inicial atribuído no mesmo momento.


MODIFICADORES

No caso de variáveis, os modificadores definem sua visibilidade, se podem ser acessados por outras classes que não as suas, se serão acessados apenas por classes derivadas da classe em que estão, e assim por diante.

Na linguagem C# estão presentes os seguintes modificadores:


PUBLIC

O acesso não é restrito.


PROTECTED

O acesso desse modificador é limitado às classes ou tipos derivados da classe em que a variável está.


INTERNAL

Nesse caso, o acesso é limitado ao conjunto de módulos corrente.


PROTECTED INTERNAL

O acesso é permitido somente ao conjunto corrente ou tipos derivados da classe recipiente.


PRIVATE

O acesso a esta variável só está disponível para a classe a que pertence. Além disso, quando uma variável é declarada sem um modificador de acesso, o compilador atribui o modificador padrão private.


Gostou do nosso conteúdo? Então siga-nos nas redes sociais para ficar por dentro de mais informações e acompanhe o nosso blog.
Compartilhe este artigo em suas redes sociais:
Avalie este artigo:

Outros artigos que você pode ter interesse em ler

  • Todos (176)
  • Bem estar (17)
  • Carreira (38)
  • Competições (4)
  • Desenvolvimento (108)
  • Design (8)
  • Diversidade e Inclusão (3)
  • Eventos (3)
  • História (14)
  • Indústrias (6)
  • Inovação (36)
  • Liderança (8)
  • Projetos (23)
Você gostaria de ter um artigo ou vídeo seu publicado no blog e redes sociais da beecrowd? Caso tenha interesse, envie-nos um e-mail com o assunto “BLOG” para [email protected] e passaremos mais detalhes sobre o processo e pré-requisitos para ter o seu artigo/vídeo publicado em nossos canais

Sede
Rua Funchal, 538
Cj. 24
Vila Olímpia
04551-060
São Paulo, SP
Brasil

© 2023 beecrowd

Todos os Direitos Reservados