Gestão de Stakeholders

(7 minutos de leitura)


O termo "stakeholder" é frequentemente usado em ambientes de negócios e se refere a uma parte que tem interesse no resultado de um evento, projeto ou processo. São as pessoas que têm interesse no sucesso de um projeto. Que têm o poder de impactar e influenciar o resultado do projeto. Isso inclui clientes, fornecedores, investidores, reguladores e muito mais.

Mas, afinal, o que são stakeholders, quais são os seus impactos e importância deles para os negócios? Explicamos neste artigo. Confira!


O QUE SÃO STAKEHOLDERS?

O conceito foi criado em 1963 pelo filósofo e professor de administração Robert Edward Freeman.  Em uma tradução livre para o português significa “partes interessadas”. O professor definiu que o termo se refere ao grupo de pessoas que, direta ou indiretamente, estão envolvidas ou são impactadas pelas atividades e projetos de uma empresa.

De acordo com Freeman, stakeholders são pessoas ou grupos que têm algum tipo de interesse em uma organização, projeto ou sistema. São as pessoas que estão envolvidas em uma organização, e incluem:

- Funcionários;
- Clientes;
- Fornecedores;
- Agências governamentais;
- Reguladores;
- Gerentes;
- Diretores;
- Concorrentes;
- Investidores;
- Sociedade civil;
- Grupos ambientalistas;
- Instituições financeiras.

Os stakeholders podem ser divididos em duas categorias: internas e externas. As partes interessadas internas são aquelas dentro da organização que têm interesse no sucesso do projeto, como funcionários e gerentes. As partes interessadas externas são indivíduos fora da empresa que podem ter interesse no sucesso do projeto, como investidores, clientes, parceiros e fornecedores.

Existem outras subcategorias, como:

- Stakeholder Arbitrário;
- Stakeholder Adormecido;
- Stakeholder Reivindicador;
- Stakeholder Dominante;
- Stakeholder Dependente;
- Stakeholder Definitivo;
- Stakeholder Perigoso.


O QUE É GESTÃO DE STAKEHOLDERS E POR QUE É IMPORTANTE?

O gerenciamento de stakeholders é um processo de identificação, compreensão e gerenciamento das partes interessadas que estão envolvidas em um projeto. Também é importante entender como eles veem o projeto e como podem ser engajados.

Pode ser implementado para obter uma visão maior das partes interessadas internas e externas. O que pode ajudar as organizações a identificar seus pontos fortes e fracos antes de fazer mudanças. Também ajuda a entender como podem se envolver melhor com diferentes stakeholders para alcançar objetivos comuns.

Para gerenciar as partes interessadas de forma eficaz, é importante entender seus interesses, necessidades e objetivos.


COMO FAZER UMA BOA GESTÃO DE STAKEHOLDERS?

Para alcançar uma boa gestão de stakeholders, é importante que as empresas entendam seus stakeholders e o que eles querem. Isso ajudará as empresas a se comunicarem de forma eficaz e ganharem sua confiança. E ajudará a obter mais informações sobre como podem melhorar seu produto ou serviço.

Listamos algumas das melhores práticas que as empresas podem usar ao gerenciar seus stakeholders. Veremos como podem melhorar a comunicação, criar confiança e obter insights sobre como eles podem melhorar seu produto ou serviço ao fazê-lo.


IDENTIFIQUE QUEM SÃO SEUS STAKEHOLDERS

Como mencionamos, os stakeholders da sua empresa são as pessoas que receberão seu produto ou serviço. São as pessoas que você precisa fazer felizes e satisfeitas com seu produto ou serviço.

Procure descrever cada grupo, o papel que eles desempenham e o nível de relevância de cada um.


PLANEJE SUA COMUNICAÇÃO

Desenvolver um plano de ação para cada grupo de partes interessadas é uma boa maneira de garantir que todos estejam na mesma página. Ajuda com clareza e eficiência.

Um plano de ação bem-organizado também o ajudará a manter o foco no que precisa fazer, em vez de se distrair com outras tarefas.


MONITORE O RELACIONAMENTO E A SATISFAÇÃO DOS STAKEHOLDERS

O papel de um gerente de relacionamento é estabelecer e manter relacionamentos com as partes interessadas. Para fazer isso, precisam ser capazes de ouvir, comunicar de forma eficaz, responder rapidamente e ser proativos.

Isso pode ser feito fornecendo feedback sobre o desempenho da empresa em relação às suas metas em termos de qualidade de serviço e satisfação do cliente. Muitas empresas perceberam que não basta apenas fornecer serviços e produtos de alta qualidade; precisam se envolver com seus clientes. Também precisam entender o que os seus clientes querem para que possam atender melhor às suas necessidades.


QUAIS SÃO OS BENEFÍCIOS DE GERENCIAR OS STAKEHOLDERS?

Há muitos benefícios em gerenciar as partes interessadas. Pode ajudar a obter a adesão de sua equipe quando você mais precisa. Também ajuda a entender como seu produto será percebido pelo público. E, finalmente, ajuda a gerenciar interesses conflitantes entre os membros de sua equipe para que todos estejam a bordo com o mesmo objetivo.

A seguir, algumas das maneiras pelas quais o gerenciamento das partes interessadas pode ajudar.

- Garantir que todas as partes interessadas sejam compreendidas e incluídas;
- Fornecer oportunidades para feedback e contribuições de todas as partes interessadas;
- Estabelecer linhas de comunicação claras com todas as partes interessadas;
- Identificar potenciais conflitos antes que eles surjam;
- Aumentar o desempenho geral da sua organização;
- Ajuda a criar uma equipe mais coesa;
- Construção de confiança e colaboração entre seus funcionários;
- Construção de imagem de marca mais forte.


STAKEHOLDERS E SHAREHOLDERS: QUAIS SÃO AS DIFERENÇAS?

Stakeholders e shareholders são dois termos que muitas vezes se confundem. Ambos se referem a pessoas que têm interesse em uma organização ou projeto. No entanto, existem algumas diferenças entre os dois.

STAKEHOLDER

Engloba todas as partes interessadas e que dependem de uma empresa. É dividido em categorias primária e secundária, e pode afetar de modo positivo ou negativo o progresso da empresa ou a tomada de decisões.

SHAREHOLDER

Em português, o termo se refere aos acionistas da empresa. São pessoas que investem capital na organização para ajudá-la a crescer. Ou seja, são os indivíduos que possuem ações de uma empresa.

Podem votar para eleger diretores para liderar os negócios e nomear diretores para administrar as operações do dia a dia. O conselho de administração então contrata gerentes que cumprem suas instruções na execução do plano de negócios.

Normalmente, têm direito a receber dividendos de seus investimentos, bem como direitos de voto. Além de certos direitos legais com relação a ações corporativas, como fusões e aquisições.

O acionista geralmente é uma pessoa física ou jurídica. A pessoa ou empresa também pode ser um investidor institucional.


Gostou do nosso conteúdo? Então siga-nos nas redes sociais para ficar por dentro de mais informações e acompanhe o nosso blog.


Referências:
https://bit.ly/3yIXXZa
https://bit.ly/3yLcofw
https://bit.ly/3yQh5ol
https://bit.ly/3sKXdyV
Compartilhe este artigo em suas redes sociais:
Avalie este artigo:

Outros artigos que você pode ter interesse em ler

  • Todos (176)
  • Bem estar (17)
  • Carreira (38)
  • Competições (4)
  • Desenvolvimento (108)
  • Design (8)
  • Diversidade e Inclusão (3)
  • Eventos (3)
  • História (14)
  • Indústrias (6)
  • Inovação (36)
  • Liderança (8)
  • Projetos (23)
Você gostaria de ter um artigo ou vídeo seu publicado no blog e redes sociais da beecrowd? Caso tenha interesse, envie-nos um e-mail com o assunto “BLOG” para [email protected] e passaremos mais detalhes sobre o processo e pré-requisitos para ter o seu artigo/vídeo publicado em nossos canais

Sede
Rua Funchal, 538
Cj. 24
Vila Olímpia
04551-060
São Paulo, SP
Brasil

© 2023 beecrowd

Todos os Direitos Reservados